Está confirmado: Vibrador é remédio contra a velhice

Está confirmado: Vibrador é remédio contra a velhice

O Segredo da juventude está dentro do seu quarto. Numa pesquisa realizada nos Estados Unidos ficou comprovado que mulheres que faziam sexo 4 ou mais vezes por semana aparentavam ser 10 anos mais jovens. Então imagine o que pode acontecer se você tiver orgasmos todos os dias. E um efeito colateral positivo deste hábito é que você acaba percebendo que a fonte do seu prazer está em você mesma e não em outra pessoa.

Então vamos ao vibrador!

O vibrador é um acessório íntimo capaz de ajudar a mulher a perceber, conhecer e sentir melhor sua região genital, isto todos concordamos, afinal, é com ele que muitas aprendem os caminhos do prazer, o que nem sempre é fácil. Seu uso facilita os primeiros orgasmos que podem ser repetidos depois na relação a dois.

Para o médico americano Dr. Berenstein, o apetrecho não serve apenas como substituto para mulheres que não têm um companheiro. "O uso de vibradores por idosas, mesmo por aquelas que têm vida sexual ativa, faz bem para ela e para o parceiro. Os homens na andropausa podem ter dificuldade na ereção e se a mulher já tiver sido estimulada pelo vibrador, o sexo se torna mais fácil para ele também".

O ideal é que, ao ter orgasmo com o vibrador, a mulher pense que estará investindo em sua saúde física (combate o ressecamento) e mental (aumentando o relaxamento e a satisfação).

De acordo com Berenstein, os benefícios da utilização do vibrador por mulheres mais idosas são muitos. "Ter prazer aumenta o nível de endorfina, substância importante para manutenção da serotonina, que é a molécula do bom humor", diz.

Mais pesquisas

Uma pesquisa desenvolvida por Mary Jane Minkin, professora obstétrica, ginecologista e de ciências reprodutivas da universidade de medicina de Yale, nos Estados Unidos, mostrou os efeitos que o vibrador pode ter na saúde de mulheres durante e após a menopausa. Além de professora, Minkin também tem um consultório particular onde recomenda o uso do “brinquedo”.

Em entrevista ao jornal americano The Huffman Post, onde expôs sua pesquisa, Minkin explica que na menopausa, a vagina costuma ter um fluxo de sangue menor por conta da falta ou poucas quantidades de estrogênio. Isto pode causar atrofia vaginal, secura na região, infecções no trato urinário, coceira e dores e sangramento durante a relação sexual.

Com o uso de vibradores frequentemente, as mulheres aumentam o fluxo de sangue e lubrificação na vagina, o que alivia ou elimina a atrofia vaginal e todos os outros sintomas. Algumas preferem tratamentos hormonais com estrogênio, mas segundo Minkin, o vibrador pode ser usado independente de estar ou não sob terapia hormonal. Na verdade, com o uso dos vibradores, algumas pacientes sentem que o tratamento hormonal se torna obsoleto ou que precisam dele em menor quantidade.

Mesmo sem descobrir a função do orgasmo feminino, pesquisadores conseguiram encontrar (e provar) os benefícios que ele traz para a saúde. Estudos mostram que se masturbar durante 20 minutos todos os dias aumenta os níveis de testosterona, o que, por sua vez, melhora o fluxo de DHEA, o hormônio responsável pelo sistema imunológico, pelo crescimento dos ossos, pela manutenção dos tecidos (inclusive a pele) e por retardar o processo de envelhecimento. E mais: o orgasmo uma ou duas vezes por semana estimula a produção dos anticorpos chamados imunoglobina A, capazes de reduzir em 30% o risco de contrair gripes e resfriados.

COM VIBRADOR, TUDO FICA MELHOR!

Um vibrador fornece mais fluxo sanguíneo na região pélvica e estimula mais os nervos em volta do clitóris do que um dedo ou uma língua jamais conseguiria. Por isso, a maioria das mulheres tem mais facilidade em atingir o orgasmo com a ajuda do brinquedo erótico do que com o parceiro, como diz Betty Dodson, autora do livro Sex for one (“Sexo para um”, sem edição no Brasil). “As mulheres perguntam se isso é normal. Eu digo a elas para que enxerguem o acessório não como melhor do que o corpo humano, mas como algo tecnologicamente superior”.

Então vamos a ele!

Quer saber mais sobre vibradores? Faça o download gratuito do Vibrador, o Livro!