Muitas pessoas nunca entraram em uma Sex Shop devido ao receio de serem julgadas ou simplesmente pelo fato de sentir algum tipo de constrangimento. Mas o fato é que essas lojas não possuem nenhum vínculo depreciativo, nem se tratam de ambientes pornográficos, como muitos pensam. Tratam-se apenas de boutiques aonde são comercializados artigos e produtos eróticos. Ou seja, trata-se fundamentalmente de um lugar aonde são comercializados produtos íntimos, destinados a complementar e estimular as relações e atividade sexuais do ser humano. O objetivo principal é proporcionar prazer adicional, através do incremento de erotismo, sedução e fantasia nas relações.

Apesar de ser de conhecimento de poucos, os produtos eróticos sempre foram utilizados pela humanidade, sendo inicialmente improvisados como produtos provenientes da própria natureza. Com o passar dos tempos e com o desenvolvimento da tecnologia, desenvolveram-se produtos mais sofisticados e funcionais. Inicialmente com o látex natural e depois com a utilização de diferentes tipos de texturas plásticas, possibilitadas pelo o desenvolvimento da indústria do petróleo. Atualmente, já contamos com artigos ainda mais sofisticados, elaborados com silicone e também com diversas outras substâncias que reproduzem com perfeição a textura da pele humana.

Em um mercado que não para de crescer, com aumento de faturamento de cerca de 15% de 2008 para 2009, as mulheres são as grandes estrelas e maiores consumidoras, sendo estas as responsáveis por cerca de 70% das vendas e as mais abertas à novidades que a indústria tem a oferecer. Há diversos itens disponíveis para satisfazer seus desejos, promover prazer e até mesmo para tratamento terepêutico. Diversos produtos como as famosas bolinhas tailandesas e os cones de pompoar são usados para desenvolver a musculatura da vagina, além de auxiliar lubrificação natural do canal vaginal. No entanto, os campeões de vendas são os vibradores, que, em diversas formas, cores e tamanhos garantem satisfação às mulheres que buscam apimentar sua vida sexual.

Portanto fica aí o convite para você que nunca frequentou uma Sex Shop, seja ela física ou virtual. Se você é uma daquelas pessoas que ficam constrangidas na presença de outras pessoas ou que se preocupam com os outros irão pensar de você, sugerimos conhecer primeiro uma sex shop virtual.Sobre o Autor

Breno Aguiar estuda como o emprego de produtos eróticos pode influenciar a saúde sexual dos casais. Costuma frequentar uma sex shop online para ficar por dentro dos últimos lançamentos no mercado brasileiro. Email: f.brenoaguiar@gmail.com
Artigos licenciados sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, publicar em jornais, revistas, websites e outros meios de comunicação desde que seja dado crédito ao autor original (cite as informações Sobre o Autor e o link para a fonte do artigo: Fonte: www.artigos.com